sábado, 26 de março de 2016

Igreja Católica avisa: ‘Não Vai Ter Golpe’; assista ao vídeo


Se depender da Igreja Católica, todo coxinha golpista vai arder no fogo do inferno (as orelhas do ministro Gilmar Mendes e do juiz Sérgio Moro devem ter ficado vermelhas ); bispo da Diocese de Crateús (CE), Dom Ailton Menegussi, afirmou  que a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) não aceitará golpes no país; “Não aceitamos que partido político nenhum se aproveite dessa crise para dar golpe no país”, disse em sermão a fiéis, que ainda arrematou: “A corrupção não foi inventada de 15 anos para cá. Não sejamos inocentes, o que está acontecendo é que agora se está permitindo que as coisas apareçam”; abaixo, assista ao vídeo.


Se depender da Igreja Católica, todo coxinha golpista vai arder no fogo do inferno (as orelhas do ministro Gilmar Mendes e do juiz Sérgio Moro devem ter ficado vermelhas hoje).

O bispo da Diocese de Crateús (CE), Dom Ailton Menegussi, afirmou que a Igreja não aceitará golpes no país.

“Não aceitamos que partido político nenhum aproveite-se dessa crise para dar golpe no país”, disse em sermão a fiéis no município de Tauá, sertão cearense.

O religioso falou em nome da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Menegussi afirmou que ninguém concorda com corrupção e todos os bispos apoiam que investigações sejam feitas, denúncias apuradas e, uma vez provadas, não antes, que se punam os culpados.

“Mas os culpados não são desse partido ou daquele só, não. Tem corrupto em tudo que é partido”, assegurou.

O bispo de Crateús disse ainda que a corrupção não foi inventada de 15 anos para cá. “Não sejamos inocentes, o que está acontecendo é que agora se está permitindo que as coisas apareçam”.

“Não vamos apoiar troca de governo, de pessoas interesseiras, que querem se apossar porque são carreiristas. Tem muita gente posando de santinho, mas que nunca pensou em pobre. Fazem discurso bonito porque querem o poder. E com isso a CNBB não concorda”, exortou o bispo Ailton Menegussi.

Fonte: Blog do Cauê Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário