sábado, 9 de abril de 2016

Edilson Silva diz que estuda pedido de impeachment de Paulo Câmara caso Dilma seja afastada

Foto: Ingrid Cordeiro / NE10
O deputado estadual Edilson Silva (PSOl) alegou, em entrevista à Rádio Jornal nesta sexta-feira (8), que, caso a presidente Dilma Rousseff seja afastada do cargo, outros gestores também deveriam ser afastados, inclusive o governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

“Ainda não foi confirmado crime de responsabilidade fiscal contra a presidente. Se Dilma levar cartão vermelho por ter cobrado lateral com um pé na risca do campo, vamos ter que expulsar muita gente”, disse o deputado.

Segundo ele, um levantamento mostra que 16 governadores também cometeram pedaladas fiscais, principal justificativa para o pedido de impedimento de Dilma.

“Pedalada também tem aqui em Pernambuco. Existe uma prática na contabilidade pública e estão querendo pegar a presidente como a única que está cometendo isso, o que não é. Se se aplica o impeachment com esses argumentos, eu, como deputado estadual, já disse a minha consultoria que talvez a gente peça impeachment do governador Paulo Câmara. E vamos observar também a gestão da Prefeitura do Recife”, ressaltou.

“Se passar o da presidente Dilma, já estou estudando a hipótese [de pedir impeachment de Paulo Câmara]”, acrescentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário