sexta-feira, 16 de junho de 2017

ARRAIAL DO DINCÃO

Radialista Léo Brasil, Dincão, Jornalista Vanderlei Miron.

Meus amigos e amigas, agora chegou a vez de falarmos sobre o Arraial do Dincão. Todos sabem que durante os últimos 12 anos, realizei essa grande festa que reúne todas as famílias tabirenses para comemorarmos o dia de São João na noite do dia 24. Data específica e comemorativa onde realizei essa referida festa por 12 anos com muita paz e harmonia. Mas nessa 13º edição que seria no dia 24 de junho de 2017, não será possível por motivos eleitorais que irei dar explicações e que conto com a compreensão de todos os tabirenses e amigos e amigas de toda a região do Pajeú.

1º Todos sabem, que estamos enfrentando uma batalha judicial no TRE - Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco, onde nossa candidata e minha querida esposa, Dona Nicinha e a vice Genedy Brito, encabeçam um processo que pede a cassação da chapa Sebastião Dias e Ze Amaral. Por motivos justos que feriu a legislação Eleitoral que ocorreram nas eleições de 2 de Outubro de 2016.

2º Todos são sabedores, que este julgamento que pede a cassação da chapa pode ser realizada a qualquer momento no TRE e pelo fato que nosso direito é muito bom, não temos dúvidas que 99% das chances deste julgamento será marcar uma nova eleição no prazo de até 40 dias ou a posse de Dona Nicinha de acordo com a legislação vigente. Por essa razão, temos que obedecer a lei eleitoral de numero 9.504 que adverte ser proibido a realização de eventos que promovam determinado candidato antes de 90 dias ao pleito eleitoral, isso caso seja confirmado uma nova eleição em Tabira ate o dia 24 de junho. Não temos como prever se esse julgamento  vai se realizar antes ou depois do dia 24 de junho. Se a eleição for marcada depois do dia 24 de junho, nós não estaríamos cometendo crime eleitoral, porem não possuímos uma bola de cristal para prever o futuro.

3º Caso desrespeitemos a lei de numero 9.504, vamos correr o mesmo risco que a chapa Sebastião Dias e Ze Amaral ao descumprir a lei eleitoral e que correm um grande risco de ter a chapa cassada. Por essa razão, vamos nos lembrar do velho ditado, onde diz que “ O risco que corre o pau, corre o machado”.

4º Algumas pessoas poderão imaginar que a não realização do 13º Arraial do Dincão seja apenas por uma questão pessoal, em não querer realizar essa festa que se tornou tradição graças ao seu grande sucesso. Vale lembrar, que com a perda de meu querido irmão Dr. Dilton no dia 13 de Abril de 2013, mesmo assim realizei o tradicional Arraial do Dincão naquele ano. Vale lembrar que no ano de 2016, ou seja, ano eleitoral onde juntos lançamos Dona Nicinha candidata a prefeita de Tabira, mesmo assim realizamos o arraial do Dincão. Porem, respeitamos a lei eleitoral de numero 9.504 ao realizarmos o arraial do Dincão com 98 dias anteriores ao pleito eleitoral de 2016 e que a lei recomenda que 90 dias antes do pleito, não poderá realizar nenhum tipo de evento que venha a promover o candidato. Justamente por que respeitamos a lei de numero 9.504, realizarmos o arraial do Dincão com mais de 90 dias de antecedência do pleito eleitoral.

Agradeço antecipadamente a compreensão de todos os meus amigos e amigas de Tabira e do Pajeú.

Nenhum comentário:

Postar um comentário