sábado, 10 de junho de 2017

Em Tabira, Executivo e Legislativo Municipal Unidos por uma ETA para melhorar abastecimento de água



Resultado de imagem para Estação de tratamento de água

Resultado de imagem para Marcilio Pires Vanderlei MironMuito em breve a região irá receber a segunda etapa do projeto original da Adutora do Pajeú que parte do canal de Sertânia  - PE.

Esse canal vem com uma vazão maior que o atual e vai até a cidade de Taperoá, na Paraíba.

Na prática, Tabira serviria somente de cidade passagem para o canal e continuaria sofrendo com o rodízio no abastecimento e dependendo de Afogados da Ingazeira.

Vendo essa luz no fim do túnel, a gestão municipal está se mobilizando, juntamente à Câmara dos Vereadores, para solicitar das lideranças estaduais da Compesa, a instalação de uma ETA – Estação de Tratamento – no município.

O prefeito cobrou empenho dos secretários de Obras, Administração e Planejamento para viabilizar essa conquista e na manhã da ultima quarta-feira (7) já estiveram reunidos com o Coordenador Geral da Compesa, Whashington Jordão. O líder do governo na Câmara, Marcílio Pires, também participou do encontro.

O coordenador explicou que atualmente Tabira tem uma vazão de 40 litros por segundo e com a conquista da ETA essa vazão poderia passar para 60 litros, o que seria o ideal para o abastecimento de Tabira.

“Esse rodízio que nós temos hoje, em muitos setores seria eliminado” disse Whashington acrescentando que 80% da cidade sairiam do rodízio e passaria a ter água na torneira 24 horas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário