sábado, 24 de junho de 2017

POLÍCIAIS CIVIS DA 22ª DPH PRENDE QUADRILHA DE ASSALTANTES

As prisões aconteceram durante a “Operação Força no Foco” e obteve apoio de aeronave da Secretaria de Defesa Social (SDS).

Policiais civis da 22ª DPH comandados pelo Delegado João Lins, em diligências emanadas da “Operação Força no Foco”, cumpriram o Mandado de Prisão de homicídio em desfavor de Renato Batista da Silva e o Mandado de Prisão Preventiva em desfavor de José Ivan Bezerra da Silva, em virtude do processo no. 109-24.2015.8.17.0330, da comarca de Brejão.


Ainda segundo informações da Polícia Civil, em ato contínuo, em virtude de informes de que havia mais quatro indivíduos acompanhando o Renato, estando esses  fortemente armados, a equipe da 22ª DPH   pediu apoio das equipes da “Operação Força no Foco”  comandadas pelos delegados Alysson Elvis, Graça Canuto, Marcos Omena, Luiz Bernardo e o Malhas da Lei (PM e PC) da 18ª Desec, que prontamente deslocaram seu efetivo e os  policias numa ação bem sucedida e organizada prenderam em flagrante as pessoas de Renato Batista da Silva, Evesson Balbino dos Santos, José Ivan Bezerra da Silva e Alex Júnior de Carvalho, que estavam em posse de 1 rifle calibre 38; 1 pistola automática calibre 22; 1 pistola PT638 calibre 380; 1 metralhadora-simulacro calibre 6mm; 13 munições calibre 380; 9 munições calibre 22; 5 munições calibre 38; 3 tocas ninjas e 1 máscara.


A polícia informou também que, na delegacia durante suas inquirições os suspeitos confirmaram ter participado do assalto na última segunda-feira (19/6), ocorrido na propriedade de um Professor, localizada nas proximidades do Sítio Castainho, em Garanhuns, ocasião em que o caseiro da casa e sua esposa foram amarrados e sob a ameaça de arma de fogo constrangidos a dizerem onde estava o dinheiro, porém como não havia nada além de coisas do campo os assaltantes se retiraram.

Também confessaram ter praticado o roubo de um carro Siena de cor branca no Estado das Alagoas, na última quarta-feira (21), tendo esse veículo sido abandonado na cidade de Bom Conselho após uma perseguição policial.


O delegado João Lins afirma a continuidade das investigações e acredita que outras vítimas possam surgir após a divulgação das fotos dos presos em flagrante e aproveita a oportunidade para agradecer o empenho de todos os policiais civis que participaram da ocorrência, bem como para pedir às pessoas que os reconhecerem procurem a delegacia para denunciar e realizar o auto de reconhecimento necessário à persecução criminal.

Fonte: www.agresteviolento.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário