PROPAGANDA SEGURANÇA PAJEÚ

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Secretaria de Educação de Tabira convoca imprensa para coletiva.


A secretária de Educação do município de Tabira, Aracelis Batista, convoca a imprensa do Pajeú para uma coletiva na próxima sexta-feira (30), no auditório da secretaria municipal de Educação.

Na pauta a secretaria tratará sobre:

- Recuperação, reforma e ampliações de escolas;
- Início do ano letivo;
- Formação dos Professores;
- Inauguração da Creche de Educação infantil;
- Construção do Centro de Atendimento de Educação Especializada.

Com o intuito de informar e  esclarecer à população tabirense ações que estão sendo desenvolvidas na gestão educacional do município.
“Espero que a população acompanhe e ajude-nos a administrar opinando e sugerindo o que for de melhor para a nossa gente”, Declarou a secretária.

Assessoria de Comunicação - ASCOM

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Governo de Pernambuco declara estado de emergência no sistema penitenciário.

Detentos ocupam laje de presídio no Complexo do Curado, no Recife (Foto: Kety Marinho/TV Globo)

O governador Paulo Câmara assinou, nesta quinta-feira (29), decreto a ser publicado no Diário Oficial desta sexta (30), em que declara estado de emergência no sistema penitenciário do Estado, e a intervenção do Centro Integrado de Ressocialização de Itaquitinga. Tais medidas tentam combater a crise atual do sistema prisional de Pernambuco, que enfrentou, na última semana, três dias de rebeliões que atingiram o Complexo Prisional do Curado e a Penitenciária Barreto Campelo, deixando três mortos e mais de 70 feridos.

O decreto cria uma Força Tarefa que envolve nove secretarias: Justiça e Direitos Humanos, Casa Civil, Fazenda, Planejamento e Gestão, Desenvolvimento Social, Controladoria Geral, Administração, Gabinete de Projetos Estratégicos e Procuradoria Geral do Estado.

À Força Tarefa caberá:

1. A alocação de recursos orçamentários para o custeio das ações emergenciais;
2. A contratação emergencial de elaboração de projetos e de execução e supervisão de reformas, adequações e ampliação das unidades prisionais existentes, visando, como prioridade máxima, a criação de novas vagas, bem como a aquisição de equipamentos necessários ao seu funcionamento.
3. Tratativas com o Governo Federal para a viabilização de financiamento de obras e serviços de reforma e ampliação de estabelecimentos prisionais;
4. Tratativas visando à formalização de convênios com o Poder Judiciário, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil, Ministério Público e Tribunal de Contas, objetivando estabelecer parcerias.
5. Contratação de serviço de apoio técnico-administrativo para consecução dos objetivos deste decreto.

A Força Tarefa deverá apresentar ao Governador do Estado, a cada 30 dias, relatório circunstanciado das atividades desenvolvidas no período. O estado de emergência tem prazo de 180 dias, período em que atuará a Força Tarefa.

Com relação à intervenção da obra de Itaquitinga, o governo nomeia um interventor e autoriza :

1. Ocupar provisoriamente o bem imóvel vinculado ao objeto do contrato;
2. Preservar a segurança da obra, guardar e proteger a edificação e as instalações existentes;
3. Minimizar os prejuízos decorrentes da paralisação das obras;
4. Realizar os levantamentos, avaliações e perícias para a apuração dos prejuízos e adequação dos projetos de engenharia para a contratação das obras necessárias à conclusão da construção do Centro Integrado de Ressocialização de Itaquitinga;

5. Determinar a abertura de processo administrativo para apuração das faltas contratuais da Concessionária e para eventual decretação da caducidade da concessão.

Com informações da assessoria

PMs são condenados por morte de jovens na Zona Oeste de SP

César e Ricardo morreram em 2012 (Foto: Reprodução/TV Globo)
César e Ricardo foram mortos em 2012
(Foto: Reprodução/TV Globo)

Do G1 São Paulo*

Quatro policiais militares acusados dos assassinatos de César Dias de Oliveira e Ricardo Tavares da Silva, em julho de 2012, foram condenados nesta terça-feira (27) a penas de 24 anos e 9 meses de reclusão, mais 30 dias-multa, em regime inicial fechado, cada um, segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo. Um quinto policial militar também acusado pelos crimes recorreu antes do julgamento e seu processo foi desmembrado do caso.

O homicídio dos jovens – ambos com 20 anos à época - aconteceu na Zona Oeste de São Paulo. Os policiais militares teriam abordado de forma violenta as vítimas, que estavam em uma motocicleta próxima a um local de venda de drogas, e disparam contra eles.

Segundo a versão da defesa, os rapazes não obedeceram à ordem de parada e trocaram tiros com a polícia.

Daniel Eustáquio de Oliveira, pai de César Dias de Oliveira, no entanto, nunca acreditou na versão dada pela polícia para a morte do filho.

“Saí do hospital com meu filho morto e fui direto para a cena do crime. Mostrei para alguns policiais que estavam no local que a história não estava batendo com o que eles contaram”, disse, à época.

Daniel Eustáquio conversou com moradores do bairro e ouviu que, naquela madrugada de 1º de julho, policiais entraram em confronto com traficantes em uma favela próxima. Ele conseguiu levar testemunhas para depor no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

As investigações da Polícia Civil mostraram que os jovens estavam desarmados e que eles não trocaram tiros com os PMs. 

“Meu filho nunca foi nem nunca vai ser um bandido. No nosso coração, ele é o César meninão, humilde, simples, bom, com coração de criança. Esse é o César que eu guardo no meu coração”, afirmara, na ocasião, Daniel.

O julgamento durou dois dias e foram ouvidas oito testemunhas, uma de defesa, duas de acusação, duas do juízo e três comuns. Os réus também foram condenados por fraude processual e prevaricação. A sentença foi da juíza Lizandra Maria Lapenna Peçanha. O advogado de defesa informou que recorrerá da decisão.

Policial é morto a tiros ao reagir a assalto na BR-040; suspeitos são presos


Um policial foi assassinado na noite desta terça-feira (27) em Itabirito, na região Central de Minas Gerais. O soldado de 1ª classe Maicom Gomes da Silva Santos, de 26 anos, lotado no 4º Pelotão da 1ª Companhia do Batalhão Choque de Belo Horizonte foi morto ao reagir a um assalto na BR-040, no km 590, próximo ao viaduto das Almas.

Segundo a Polícia Militar, o soldado estava em uma moto particular, por volta das 19h, quando foi abordado em uma tentativa de assalto. Maicom reagiu ao crime, mas foi baleado por três tiros, sendo um na cabeça. A arma da vítima teria sido levado pelos criminosos, mas a motocicleta não foi levada.

Momentos depois, a PM conseguiu identificar um suspeito do crime. Paulo Henrique Jardim de Souza, de 22 anos, tinha dado entrada em um hospital de Itabirito ferido por um tiro. Devido ao ferimento ele foi transferido para o Hospital de Pronto Socorro (HPS) João XXIII, em BH.

Em conversa com militares, o jovem assumiu o crime e disse que teria feito em parceria com um adolescente de 17 anos, que também foi detido.

Por meio de nota, o Secretário de Estado de Defesa Social, Bernardo Santana de Vasconcellos, lamentou a morte do soldado.

"Além de prestar irrestrita solidariedade à família do soldado Maicon, o secretário Bernardo Santana cumprimenta a corporação pela rápida prisão dos suspeitos e informa que determinou à chefia da Polícia Civil rigor nas investigações sobre o bárbaro crime".

Fonte: Hoje em Dia

PM é expulsa da corporação após omitir ser parente de dois chefões do tráfico

img
Fu e Claudinho são cunhados da policial expulsa Foto: Divulgação

-A A A+

Por Luã Marinatto

A Polícia Militar publicou, no boletim reservado do dia 23 de janeiro, a exclusão de seus quadros da soldado Fernanda Rodrigues de Barros, até então lotada no 18º BPM (Jacarepaguá). A policial é acusada pela corporação de ter omitido, ao ingressar na PM, a informação de que é parente de dois importantes traficantes de drogas do Rio de Janeiro. A soldado já havia entrado com uma ação na Justiça solicitando tutela antecipada — quando tenta-se prevenir o efeito de uma sentença condenatória — antes mesmo do término do Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD), mas perdeu em primeira instância.

Fernanda foi aprovada no concurso para a PM em 2010 e, na etapa de pesquisa social, informou ter apenas três irmãs. Posteriormente, contudo, descobriu-se que, além delas, a policial tinha também três meia-irmãs: uma casada com Cláudio José de Souza Fontarigo, conhecido como Claudinho da Mineira; e outra esposa de Ricardo Chaves de Castro Lima, o Fu da Mineira. Os dois traficantes encontram-se foragidos e estão entre os principais nomes da maior facção criminosa do Rio. Há ainda um sobrinho da soldado com mandado de prisão expedido por roubo e uma sobrinha que, segundo o texto de conclusão do PAD, namora Luiz Fernando Nascimento Pereira, o Nando Bacalhau, integrante da mesma facção — ambos os sobrinhos são filhos de Ricardo e sua meia-irmã.

Nando Bacalhau (à esquerda) e um comparsa, quando de sua prisão em São Paulo
Nando Bacalhau (à esquerda) e um comparsa, quando de sua prisão em São Paulo Foto: Bruno Gonzalez

No boletim, assinado pelo coronel Alberto Pinheiro Neto, comandante-geral da corporação, destaca-se que o advogado de Fernanda chegou a afirmar como estratégia de defesa que “cunhado não é parente”. De acordo com o documento, embora tenha alegado, num primeiro momento, que não via as duas irmãs e seus cônjuges há mais de dez anos, Fernanda acabou confrontada, ao longo do processo, com fotos recentes em que aparecia ao lado das parentes, tiradas no aniversário da neta de uma delas.

Cláudio e Ricardo são oriundos da mesma comunidade, a Mineira, no Catumbi, na região central do Rio, para onde chegaram a retornar logo após escaparem da prisão. Depois de um período cumprindo pena em um presídio federal, os dois obtiveram, no fim de 2011, a progressão para o regime semi-aberto. Em agosto de 2013, após receberem um benefício de visita à família, deixaram a cadeia para não mais voltar. Na ocasião, os criminosos chegaram a ser filmados com as respectivas esposas, irmãs da PM, circulando por um shopping de Porto Velho, capital de Rondônia.

Informações da polícia apontam que, atualmente, Ricardo estaria refugiado no Complexo do Chapadão, em Costa Barros, na Zona Norte. O conjunto de favelas já foi comandado por seu genro, Nando Bacalhau, preso em São Paulo um ano antes de o sogro escapar da prisão. Cláudio, por sua vez, passou ao menos uma temporada no Complexo do Lins, também na Zona Norte, onde há uma Unidade de Polícia Pacificadora desde dezembro de 2013. O Disque-Denúncia (21 2253-1177) oferece uma recompensa de R$ 5 mil pela recaptura de Fu ou Claudinho da Mineira.

Fonte: Adeilton9599

Porte ilegal de munições em Tabira


Durante a realização da Operação Risco Zero a equipe do GATI, foi informada via telefone que o imputado Luciano Alexandre da Silva, 38 anos, solteiro, desocupado estava portando munições nos bolsos na Rua Valdemir Leite Soares, Centro, Tabira.

E ao realizar a revista pessoal o policiamento encontrou 04 (quatro) cartuchos CBC/Cal.36, os quais estavam sem espoletas e rachados, sem condições de uso e eficácia, uma placa de cabo de revolver madrepérola e a quantia de R$5,00 (cinco reais).

No momento em que o imputado foi detido, surgiram duas pessoas relatando furtos praticados pelo mesmo. No entanto o imputado foi passado à disposição da DP local para as medidas cabíveis. 

Estudantes tem celulares roubados em Santa Terezinha


A GT local ao realizar rondas foi solicitada por populares informando ter havido um roubo na PE 285, Centro, Santa Terezinha, na academia das cidades.

Chegando ao local foi relatado pelas vitimas Edja Chaiene Pereira da Silva, 25 anos, solteira, estudante; Daiane Raquel Ferreira da Silva, 22 anos, solteira, estudante e R. E. R. R, 13 anos, solteira, estudante que dois elementos em uma motocicleta azul e armados com um revólver anunciaram um assalto. Os elementos levaram da vítima 01 um celular LG L4 preto, da vítima 02 um celular NOKIA C3 rosa, e da vítima 03 um celular MOTO-E preto com verde.

Logo após o ocorrido os mesmos tomaram destino ignorado. O policiamento realizou diligências para capturar os suspeitos onde foi localizada uma motocicleta Honda CG 125, cor Azul de Placa DHD – 5694/SP, abandonada, porem a motocicleta não foi reconhecida pelas vitimas, pois informaram que no momento ficaram nervosas.

Ao verificar o chassi da motocicleta foi constatado que a mesma é proveniente de leilão e tinha o Chassi picotado. A motocicleta foi passada a disposição da DP local para serem tomadas as medidas cabíveis.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Sabesp pode adotar rodízio de 5 dias sem água por semana, diz diretor


A Sabesp pode adotar rodízio de cinco dias sem água por semana se o volume de chuvas não aumentar no Sistema Cantareira, afirmou o diretor metropolitano da companhia, Paulo Massato Yoshimoto, em visita a Suzano, ao lado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). A medida seria adotada em situação extrema.

“O cálculo conceitual, teórico, para reduzir 15 metros cúbicos por segundos no Cantareira precisaria de um rodízio de dois dias com água por cinco dias sem água. Se for necessário, para não chegar no zero na represa, não ter mais água nenhuma para distribuir, lá no limite, se as obras não avançarem na velocidade que estamos planejando, podemos correr esse risco de um rodízio drástico”, afirmou o diretor.

Yoshimoto disse nesta terça-feira (27) que a medida pode complementar ações já adotadas, como redução da pressão e pedido de diminuição do consumo pela população.

No evento, Alckmin não deu declarações sobre o rodízio. O governador falou da transferência do Rio Guaratuba para o sistema Alto Tietê e sobre as obras de transferência da água da Represa Billings.

Segundo Massato, a implementação da medida vai depender da análise dos órgãos reguladores de recursos hídricos.

"Se a Agência Nacional das Águas (ANA), o Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee), que são os órgãos reguladores de recursos hídricos, chegarem à conclusão nos seus estudos que a Sabesp tem que retirar muito menos do que ela está retirando do Cantareira, a solução no limite seria a implantação de um rodízio muito drástico", disse Yoshimoto.

Jamile Santana, Fernanda Lourenço e Jenifer Carpani
Do G1 Mogi das Cruzes e Suzano

Costa Filho volta a criticar Pacto pela Vida


Aproveitando ainda a recente crise do sistema carcerário, a oposição da Assembleia Legislativa (Alepe) não dá brecha para o governo do Estado. Em reunião com representantes da Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe), nesta terça-feira, o deputado Silvio Costa Filho (PTB) recebeu as reivindicações do grupo e aproveitou para repudiar a atual situação do programa Pacto pela Vida.

“Os membros da Adeppe nos relataram que alguns compromissos do Pacto pela Vida não foram cumpridos. Uma das metas do programa, por exemplo, era a construção de 15 delegacias da mulher. Apenas quatro foram construídas”, disse Silvio Filho.

“Há delegados que precisam responder por até três delegacias”, completou. Ainda segundo o parlamentar, a média em Pernambuco é de 1.526 pessoas para um policial civil, enquanto no Brasil esta relação é de 900 pessoas para um agente.
A pauta com as reivindicações deve ser discutida em audiência pública na Casa em fevereiro.

“Pretendemos construir um diálogo não só com o governo, mas com a sociedade, que precisa ter conhecimento das dificuldades que temos enfrentado e que se refletem no aumento dos índices de criminalidade em nosso Estado”, relatou o presidente da Adeppe, Flaubert Leite Queiroz.

Fonte: Magno Martins

Veja o que está acontecendo com PMs motorista que estacionam viaturas em locais proibidos na Bahia!

Por Adeilton*
Aos irmãos motoristas, por favor prestem atenção, publicou no ultimo bgo dia 21a abertura de PAD de vários motoristas, pelo por recomendação da procuradoria do estado pelo dano ao erário público (multa de trânsito) todas as multas desse PAD são de 2003 a 2005  são 07 policiais 1 da reserva,começou...quem tem multa trate de negociar (pagar) se não:��,o estado paga a multa e você  responde...bgo n 14 pag 535

Repassando.

PMBA REPASSEM O MÁXIMO ISSO É A PMBA