Rcilca Net


LOTEAMENTO MORADA NOVA


terça-feira, 24 de maio de 2016

'Bem, eu avisei', diz Joaquim Barbosa após saída de Jucá


O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa usou sua conta oficial no Twitter para repercutir o escândalo que levou à saída de Romero Jucá (PMDB-RR) do Ministério do Planejamento. "Bem, eu avisei", disse o ex-ministro, que já se manifestou várias vezes contra a forma como foi conduzida o processo de impeachment e chegou a afirmar que Michel Temer não teria legitimidade para governar o país.

A manifestação ocorre após Jucá, que é investigado na Lava Jato, ser flagrado em uma conversa com outro investigado, o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, discutindo como "estancar" a operação com a chegada de Temer ao poder antes mesmo de o impeachment ser votado. Com o escândalo, o peemedebista foi o primeiro ministro do governo interino a cair, apenas 12 dias após Dilma ser afastada.

Barbosa, que ficou famoso devido ao seu rigor no julgamento do mensalão, que levou à prisão membros da cúpula do PT no governo Lula e desmascarou um esquema de corrupção que, anos mais tarde, desembocaria na operação Lava Jato, costuma se manifestar sobre a situação política atual e fazer duras críticas aos partidos e políticos.

O ex-ministro do STF, que hoje atua como advogado, chegou a discursar em uma palestra logo após o processo do impeachment ser aprovado pelo Senado.

"É muito grave tirar a presidente do cargo e colocar em seu lugar alguém que é seu adversário oculto ou ostensivo, alguém que perdeu uma eleição presidencial ou alguém que sequer um dia teria o sonho de disputar uma eleição para presidente. Anotem: o Brasil terá de conviver por mais dois anos com essa anomalia", disse na ocasião.

Fonte: noticias.uol.com.br

Homem armado de facão amedronta moradores de Tabira

Foto: Ilustrada
A GT foi acionada a Praça do Bairro da Jureminha onde segundo denúncias o acusado J. V. S. S, 29 anos, amasiado, agricultor estava armado com um facão riscando o chão e amedrontando os moradores. O acusado estava bebendo na companhia do envolvido V. J. S, 30 anos, solteiro, agricultor. A polícia apreendeu 01 um facão de aproximadamente 15 polegadas e conduziu os envolvidos até a DP.

No Parlamento do Mercosul, Humberto denuncia golpe no Brasil e pede reação internacional


Membro do grupo de parlamentares do Mercosul (Parlasul), o líder do Governo Dilma, Humberto Costa (PT-PE), denunciou nesta segunda-feira (23), em reunião realizada em Montevidéu com a presença de deputados e senadores de todos os países que compõem o bloco, o “golpe” contra a democracia que foi aplicado no Brasil “por deputados e senadores oposicionistas que rasgaram a Constituição, em uma conspiração urdida pela elite econômica e pelos grandes grupos de mídia do país”.

“O que denuncio aqui é que o Brasil foi vítima de um lamentável golpe de Estado, que não coloca em risco somente a jovem democracia do país, mas também se configura como ameaça a todas as democracias da nossa América Latina”, declarou.

Em longo discurso, Humberto alertou que é preciso haver reação dura e urgente contra esse movimento, sob pena de ver o continente passar por uma nova onda de deposições de governantes legitimamente eleitos,

“desta vez por quarteladas civis, que nada mais são do que o equivalente funcional contemporâneo dos golpes militares de ontem”.

Humberto ressaltou que toda a trama “suja” foi articulada e coordenada pelo atual presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), que hoje, “sem votos e sem legitimidade”, ocupa interinamente a cadeira que Dilma conquistou por meio das urnas.

“Ele é do mesmo partido do corrupto presidente da Câmara dos Deputados – atualmente, afastado das funções pela Justiça – que o ajudou para tomar o poder de assalto”, afirmou.

Ao descrever a tramitação de todo o processo contra Dilma no Brasil, Humberto declarou que não há dúvida de que houve uma clara ruptura da ordem democrática no país.

“Um golpe sem tanques e sem fuzis, um golpe sem o uso das forças armadas. Um soft golpe, como chamam alguns, um golpe moderno, em que um parlamento corrompido – respaldado pela elite econômica e pela mídia – manobra a Constituição e as demais leis para dar um verniz de legalidade à ação que visa retirar do poder um governante que não lhes agrade”, disse.

Ele lembrou que a presidenta foi acusada de ter descumprido a meta fiscal em cerca de US$ 200 milhões no ano passado, dentro de um orçamento de US$ 400 bilhões, e de ter utilizado o Banco do Brasil para financiar o Plano Safra 2015, uma política agrícola do Estado de incentivo aos produtores rurais.

“É absurdo. Ao contrário de muitos que a afastaram, Dilma não responde a qualquer inquérito na Justiça. Não é ré. Não se apropriou de dinheiro público. É uma mulher limpa e honrada, que sofreu os horrores da ditadura militar brasileira, foi presa e torturada, e, novamente, se vê vítima de uma ação injusta perpetrada pelo Estado brasileiro”, registrou.

O parlamentar observou que não está sozinho na denúncia que formaliza diante do Parlamento do Mercosul. Ele listou várias personalidades mundiais contrárias ao golpe aplicado no Brasil, como o filósofo americano Noam Chomsky; o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos, Luiz Almagro; o presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos, Roberto Caldas; e o Nobel da Paz argentino, Adolfo Pérez Esquivel.

Humberto também lembrou que alguns dos principais veículos de comunicação do mundo, como o New York Times, The Guardian, Le Monde, chegaram à mesma conclusão: um bando de parlamentares corrompidos afastou do cargo uma presidenta honesta.

“Isso é um claro e escancarado golpe de Estado”, reforçou.

Desmonte

Durante a longa fala aos parlamentares do Mercosul, Humberto também fez questão de falar sobre os retrocessos que já observa no governo “golpista”. O senador ressaltou que as mulheres e os negros foram expulsos do ministério, a pasta da Cultura foi extinta e as demarcações das terras dos descendentes de escravos foram submetidas a uma área comandada pelos grandes proprietários rurais.

“O nosso sistema público de saúde, de acesso e cobertura universais, começa a ser esfacelado em favor da iniciativa privada. Uma pauta legislativa assustadora contra os trabalhadores, a igualdade de gênero, a discussão sobre o aborto mostra a sua face porque o presidente interino nomeou como seu líder na Câmara um deputado evangélico conservador, que é réu na Suprema Corte por tentativa de homicídio”, afirmou.

Fonte: www.senadorhumberto.com.br

Convite

Rapp, dança, canto e poesia marcam encerramento da Semana Estudantil e de Artes


Rapp, dança, Canto, música e poesia desfilaram no encerramento da XXVII Semana Estudantil e de Artes de Sertânia, nesta sexta-feira (20). O evento, que teve início na terça-feira (17), levou ao palco da unidade móvel de artes cênicas do Sesc, música, dança, literatura, teatro, poesia e repente.

À tarde, a criançada tomou conta da Praça de Eventos para assistir a contação de histórias “Passarinho me Contou...” com Gisélia Lima, já à última noite começou ao som de Rapp e Funk, com a participação dos MC’s sertanienses Mano 13 e MC Chapolin, que surpreenderam a plateia trazendo músicas autorais e poesias ao som do Funk e do Rapp. Em seguida, o Grupo Folclórico Professora Elisabete Freire apresentou o Folguedo Junino, já em clima de São João.

Na sequencia se apresentou o grupo Pernambucano A Capella”, formado por um quinteto de vozes com releituras de MPB e músicas regionais sem acompanhamento instrumental. O encerramento da noite ficou por conta do grupo “Em Canto e Poesia” de São José do Egito, que colocou a plateia para cantar e dançar ao som da mais autêntica música nordestina e com muita poesia.

A Semana Estudantil e de Artes foi realizada pela Prefeitura de Sertânia e Associação Cultural de Sertânia (Acordes), com o apoio do Sesc Pernambuco e do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura/Fundarpe. O evento recebeu um grande público que ocupou a Praça de Eventos reafirmando a força da cultura popular em Sertânia.

Assessoria de Comunicação – ASCOM PMS.

 
 

CONVITE


Hoje a partir das 17 horas, acontecerá a Feira Cultural do Município, promovida pelas escolas de Tabira na Praça Gonçalo Gomes com apresentações de sanfoneiros.
Participe, visite os stands das nossas Escolas!!!

Assessoria de Comunicação – ASCOM PMT.

BEPI POLÍCIA FEDERAL E 5ºBPM APREENDEM 7KG DE ENTORPECENTES E ARMA DE FOGO EM PETROLINA


Na noite desta segunda-feira (23), uma equipe BEPI/CIOSAC em operação conjunta com policiais federais da DPF de Juazeiro-BA e Canil/5ºBPM apreenderam numa carreta que fazia o trajeto de Trindade - PE a Juazeiro-BA, que era conduzida por FÁBIO CARVALHO BARBOSA, vulgo "Giló", 36 anos, filho de Alfredo Matos Barbosa e Maria Aparecida Carvalho Barbosa os seguintes materiais:
* 01 (um) revólver cal. 38, Taurus com 18 munições intactas;
* 01 kg (um quilo) de maconha;
* 01 kg (um quilo) de pasta base;
* 05 kg (cinco quilos) de cocaína;
* 01 (uma) balança de precisão.

Além de Fábio, estava em sua companhia a Sra. JOSIENE EDINA QUEIROZ DA SILVA, 26 anos, filha de Juzina Queiroz Lima e José Teófilo da Silva, afirmou que pegaria um quilo de cocaína para entregar a um preso que cumpre pena na PDEG – Penitenciária Doutor Edvaldo Gomes em Petrolina-PE. Os envolvidos e todos os materiais apreendidos foram apresentados à Delegacia de Polícia Federal para providencias cabíveis, onde os imputados foram autuados em flagrante e o citado caminhão apreendido.

Seção de Comunicação - BEPI/CIOSAC
(81) 9.9747.6534 (81) 9.9770.7012
(87) 9.9620.2202 (87) 9.8815.6284

ASSISTA AO VÍDEO; PREFEITO SEBASTIÃO DIAS INAUGURA MAIS DUAS RUAS


Prefeito Sebastião Dias Filho, esteve na noite desta segunda-feira (23), inaugurando mais duas ruas, Rua Bom Jesus e Travessa Bom Jesus. Um sonho dos moradores, mais com fé em Deus e a confiança depositada no prefeito Sebastião Dias, foi possível realizar este sonho. O evento aconteceu no Bairro de João Cordeiro.


Assessoria de Comunicação – ASCOM PMT.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Prefeito Sebastião Dias Inaugura Hoje a Travessa e Rua Bom Jesus No Bairro de João Cordeiro


Hoje, logo mais às 19 horas acontecerá a inauguração da pavimentação da Rua Bom Jesus e Travessa Bom Jesus, Bairro João Cordeiro.

Vamos todos prestigiar a alegria dos moradores!!!

COM SERVIÇO E DEDICAÇÃO TRABALHAMOS GOVERNANDO COM O POVO!!!

Assessoria de Comunicação - ASCOM PMT.

Tava tudo combinado. É um magote de cabras safados


DE BRASÍLIA
Em uma das conversas com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, o então senador Romero Jucá (PMDB-RR) afirma que "caiu a ficha" de líderes do PSDB sobre o potencial de danos que a Operação Lava Jato pode causar em vários partidos.

"Todo mundo na bandeja para ser comido", diz Jucá.
Sérgio Machado, que foi do PSDB antes de se filiar ao PMDB, afirma que "o primeiro a ser comido vai ser o Aécio [Neves (PSDB-MG)", e acrescenta: "O Aécio não tem condição, a gente sabe disso, porra. Quem que não sabe? Quem não conhece o esquema do Aécio? Eu, que participei de campanha do PSDB...".

"É, a gente viveu tudo", completa Jucá, sem avançar nos detalhes.
Machado tenta refrescar a memória de Jucá: "O que que a gente fez junto, Romero, naquela eleição, para eleger os deputados, para ele [Aécio] ser presidente da Câmara?" Não houve resposta de Jucá. Aécio presidiu a Câmara dos Deputados entre 2001 e 2002.

Machado diz que a "situação é grave" porque "eles", em referência à força tarefa da Lava Jato, "querem pegar todo mundo".

Jucá concorda, ironizando o plano. "Acabar com a classe política para ressurgir, construir uma nova casta, pura", afirma.

O atual ministro do Planejamento também confidenciou a Machado as dificuldades que o PMDB vinha enfrentando para "a solução Michel", que seria a posse do vice-presidente no lugar de Dilma Rousseff. O único empecilho, disse Jucá, era o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

"Só Renan que está contra essa porra. ‘Porque não gosta do Michel, porque o Michel é Eduardo Cunha‘. Gente, esquece o Eduardo Cunha. O Eduardo Cunha está morto, porra", afirma Jucá no diálogo, que foi gravado.

"O Renan reage à solução do Michel. Porra, o Michel, é uma solução que a gente pode, antes de resolver, negociar como é que vai ser. ‘Michel, vem cá, é isso e isso, isso, vai ser assim, as reformas são essas‘", disse Jucá ao ex-presidente da Transpetro.

‘VOADOR‘

O senador disse que Machado deveria alertar Renan porque o colega senador seria "voador", ou seja, alguém bastante distraído. Machado concordou:

"O Renan é totalmente ‘voador‘. Ele ainda não compreendeu que a saída dele é o Michel e o Eduardo. Na hora que cassar o Eduardo, que ele tem ódio, o próximo alvo, principal, é ele [Renan]. Então quanto mais vida, sobrevida, tiver o Eduardo, melhor para ele. Ele não compreendeu isso não".

Jucá então completa: "Tem que ser um boi de piranha, pegar um cara, e a gente passar e resolver, chegar do outro lado da margem".

O senador também afirmou a Machado que havia conversado com "generais", os "comandantes militares", e que eles haviam dado "garantias" ao PMDB a respeito da transição e estavam "monitorando" o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).

Após o diálogo entre os peemedebistas, Dilma acabou sendo afastada do cargo devido à abertura do processo de impeachment. As investigações da Lava Jato levaram o STF a afastar Eduardo Cunha da Câmara. (RV)

OUTRO LADO

A assessoria de Aécio Neves (PSDB-MG) afirma que ele "desconhece e estranha os termos dessa conversa". "Ele foi eleito presidente da Câmara em 2001 por maioria absoluta dos votos em uma disputa que contou com outros nove candidatos, tendo sido essa eleição amplamente acompanhada pela imprensa".

A assessoria de Renan Calheiros (PMDB-AL) não foi localizado pela Folha.(Folha de São Paulo)

Fonte: www.blogdocauerodrigues.com